Please use this identifier to cite or link to this item: http://repository.ucc.edu.co/handle/ucc/3335
Title: Influência das secreções de células do oviduto cultivadas in vitro sobre a viabilidade de espermatozoides bovinos congelados-descongelados
Author: Valleriote, Patrícia
Paes de Carvalho, Carla
Dubeibe Marín, Diego Fernando
Mogolllón Waltero, Edgar Mauricio
Burla dias, Angelo Jose
Keywords: capacitação espermática; células do oviduto; meio condicionado
Description: Introducción: na espécie bovina, o oviduto joga um papel fundamental nos processos de maturação, fertilização e aquisição de competências para o adequado desenvolvimento do embrião até blastocisto. Visto que as células do revestimento interno do oviduto proporcionam substancias que afetam positivamente o desempenho dos espermatozoides, à medida que os espermatozóides atravessam o trato genital da fêmea, os componentes da superfície celular são modificados ou removidos pelas secreções ali presentes, ditas modificações podem incluir depleção do colesterol na superfície espermática, alteração nos glicosaminoglicanos e mudanças nos íons. Metodología: com base nestas razões objetivo-se neste trabalho avaliar a influência da adição de meio de cultura de células de oviduto bovino sobre parâmetros espermáticos como motilidade, vigor e integridade de membrana citoplasmática. Os espermatozoides foram incubados com 164 μL de Talp-sp-Uso no grupo controle (TCt); 161,5 μL de Talp-sp-Uso, acrescido de 2,5 μL de heparina (20µg/mL) no tratamento 1 (THep) e 128 μL de Talp-sp uso, acrescido de 36 μL de meio de cultivo com secreções de células do oviduto bovino no Tratamento 2 (TOv). As avaliações foram feitas no tempo zero (para mostrar que os meios dos diferentes tratamentos não prejudicaram os espermatozoides) e após 3 horas de incubação. Resultados: não foram encontradas diferenças significativas nos parâmetros de motilidade progressiva, vigor e integridade de membrana celular entre os tratamentos propostos. No entanto, espermatozoides cultivados com secreções de células do oviduto apresentaram maior percentagem de motilidade total às 3 h de cultivo, em comparação a espermatozoides cultivados na presença de heparina. Conclusão: as secreções de células do oviduto não afetam a motilidade progressiva, nem o vigor ou a integridade da membrana citoplasmática dos espermatozoides, porém, prolongam a motilidade total dessas células.
Publisher: Universidad Cooperativa de Colombia
Appears in Collections:Revista Spei Domus

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.