Please use this identifier to cite or link to this item: http://repository.ucc.edu.co/handle/ucc/3020
Title: Aspectos críticos de la concepción de Piaget sobre los números
Critical Aspects of Piaget’s Conception of Numbers
Aspectos críticos da concepção de Piaget sobre os números
Author: Navarro, José I.
Keywords: conservación del número; contexto; errores; motivación; tareas de conservación
number conservation; context; errors; motivation; conservation tasks
conservação do número; contexto; erro; motivação; tarefas de conservação
Description: De acuerdo con las teorías constructivistas de Piaget, para que los niños pequeños aprendan matemáticas, es necesario enseñarles primero los procesos lógicos y su organización, puesto que estos serían “prerrequisitos” para la adquisición del concepto de número. De acuerdo con la reciente investigación científica contrastada sobre aprendizaje de las matemáticas, esta concepción piagetiana de la adquisición del número en el niño no está suficientemente justificada. Es claro que los escolares tienen mucho que aprender sobre aritmética y su comprensión del número mejora con la edad y con el aprendizaje, pero eso no significa que carezcan de nociones numéricas acertadas antes de llegar a la educación infantil, incluso desde el nacimiento. Piaget diseñó ingeniosos procedimientos para estudiar la adquisición de los prerrequisitos del número (seriación, conservación, correspondencia), pero lo que nos dice la investigación empírica al respecto es que cuando a los niños de 3 a 6 años se les presentan situaciones análogas a las ideadas por Piaget, de características no verbales, sus habilidades con los números progresan vertiginosamente. En este trabajo, a partir del experimento clásico de Piaget sobre la conservación del número, se analiza la teoría piagetiana de manera crítica desde los resultados encontrados en experimentos paralelos.
According to the constructivist theories of Piaget, in order for small children to learn mathematics, they must first be taught the logical processes and their organization, as these are prerequisites for acquiring number concepts. As shown in recent scientific research into mathematical learning, however, this Piagetian concept of number acquisition in children is not sufficiently justified. It is clear that children starting school have much to learn about arithmetic, and their understanding of numbers improves with age and learning, but this does not mean that they lack accurate notions of numbers before beginning their education, or even from birth. Piaget designed ingenious procedures to study the acquisition of the prerequisites for numeracy (seriation, conservation, correspondence), but empirical research tells us that when children aged from 3 to 6 are presented with non-verbal situations analogous to those designed by Piaget, their ability with numbers develops dramatically. This study looks at Piaget’s classic experiment of number conservation and critically analyzes Piagetian theory based on the results of parallel experiments.
De acordo com as teorias construtivistas de Piaget, para que as crianças aprendam matemática, é necessário ensinar-lhes primeiro os processos lógicos e sua organização, já que estes seriam “pré-requisitos” para a aquisição do conceito de número. Segundo a recente pesquisa científica contrastada sobre aprendizagem da matemática, essa concepção piagetiana da aquisição do número na criança não está suficientemente justificada. É claro que as crianças em idade escolar têm muito que aprender sobre aritmética e sua compreensão do número melhora com a idade e com a aprendizagem, mas isso não significa que careçam de noções numéricas acertadas antes de chegar à educação infantil, inclusive desde o nascimento. Piaget desenhou engenhosos procedimentos para estudar a aquisição dos pré-requisitos do número (seriação, conservação, correspondência), mas a pesquisa empírica a respeito disso indica que, quando situações análogas às idealizadas por Piaget, de características não verbais, são apresentadas às crianças de três a seis anos, suas habilidades com os números progridem significativamente. Neste trabalho, a partir da experiência clássica de Piaget sobre a conservação do número, analisa-se a teoria piagetiana de maneira crítica a partir dos resultados encontrados em experiências paralelas.
Publisher: Universidad Cooperativa de Colombia
Appears in Collections:Revista Pensando Psicología

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.