Please use this identifier to cite or link to this item: http://repository.ucc.edu.co/handle/ucc/2316
Title: Blind Spots in Law
Puntos ciegos en el derecho
Pontos cegos no direito
Author: Ceruti, Raúl Alberto
Keywords: integration, loopholes, blind spots, areas of law.

integração, lagunas jurídicas, pontos cegos, ramos do direito
Description: Semiotic study of the law makes it possible to incorporate the notion of Peircean interpretation into legal logic, thereby adding a temporary category. Looking at the legal areas (which are large enough to hold their own general principles, and therefore do not have gaps stemming from lack of foresight about new technologies or situations that could involve the presence of gaps while considering an isolated standard; and suffiently defied so as not to generalize or become a closed system by defiition, which could signify the absence of gaps considered as a total legal system), it is possible to consider the law not as an integrity but as an integration , carried out through the successive incorporation of the diffrent branches of law throughout history, with diffrent notions about the subjects and objects worthy of their attention.Successive incorporation, although not organic, can cause fisures in its assembly, thus generating blind spots. Ths analysis thus leads to the need to investigate the binding process or reason for the diverse areas of the law.
El estudio semiótico del derecho permite incorporar la noción del interpretante peirciano a la lógica jurídica, añadiéndole una ínsita categoría temporal.Tomando como objeto de estudio a las ramas jurídicas (lo suficientemente amplias como para poseer sus propios principios generales, y por ende no padecer lagunas por falta de previsión de nuevas tecnologías o situaciones, las que podrían tener lugar teniendo como objeto de consideración la norma aislada; y lo suficientemente acotadas como para no extenderse por vía generalista o por definición como un sistema cerrado en sí, lo que podría importar la inexistencia de lagunas teniendo como objeto de consideración el orden jurídico total), es posible considerar el derecho no ya como una integridad sino como una integración, llevada a cabo a través de la sucesiva incorporación de las distintas ramas jurídicas a lo largo de la historia, con sus distintas nociones acerca de los sujetos y objetos merecedores de su atención.Incorporación sucesiva aunque no orgánica, lo que puede provocar grietas en su ensamblaje, generadoras de puntos ciegos. A partir de este diagnóstico surge la necesidad de indagar, consecuentemente, el proceso o razón aglutinante de las distintas ramas jurídicas.
Este estudo semiótico do direito permite incorporar a noção do interpretante peirciano àlógica jurídica, acrescentando a ela uma ínsita categoria temporal. Tomando como objeto de estudo os ramos jurídicos (o sufiientemente amplos como para possuir seus próprios princípios gerais e, portanto, não padecer lagunas por falta de previsão de novas tecnologias ou situações, as quais poderiam importar a presença de lagunas que têm como objeto de consideração a norma isolada; e o sufiientemente delimitados para não se estender por via generalista ou por defiição como um sistema fechado em si, o que poderia importar a inexistência de lagunas que têm como objeto de consideração a ordem jurídica total), é possível considerar o direito já não como uma integridade, mas sim como uma integração ao longo da história, com suas diferentes noções sobre os sujeitos e objetos merecedores de sua atenção. Incorporação sucessiva, embora não orgânica, o que pode provocar gretas em sua montagem, geradoras de pontos cegos. A partir deste diagnóstico, surge a necessidade de indagar, consequentemente, o processo ou razão aglutinante dos diferentes ramos jurídicos.
Publisher: Universidad Cooperativa de Colombia
Appears in Collections:Revista Dixi

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.