Please use this identifier to cite or link to this item: http://repository.ucc.edu.co/handle/ucc/2249
Title: The Public Space as Backbone for Social Integration and as the Scenario of Civic Life
El espacio público como eje de integración social y escenario de la vida ciudadana.
O espaço público como eixo de integração social e cenário da vida cidadã
Author: Santos-De Aguirre, María del Rosario
Keywords: public space, constitutionalism, collective rights, civic participation, public policy, urbanism
espacio público; constitucionalismo; derechos colectivos; participación ciudadana; política pública; urbanismo
espaço público, constitucionalismo, direitos coletivos, participa- ção cidadã, política pública, urbanismo.
Description: Introduction: Thnks to the 1991 Political Constitution of Colombia, the public space has been re-examined from the legal perspective. At the same time, erritorial administrations, such as Bucaramanga, have created public policies for its recognition, protection and recovery. Nonetheless, actions by local administrators have not been guided by fully constitutional criteria, nor are they based on evaluation of the collective prerogative that is superior to its material aspect. Methodology: Th proposal stems from a careful study of legal provisions that regulate the public space, contrasted with its valuation in civic education trends from the public perspective and that of urbanism, as a broad basis. Thn, using surveys, the set of ideas about the public space applied by basic actors in its use in the municipality of Bucaramanga is recognized. Ths signifid interlocution with the administrative authority to recognize public policy in the matter and reach a consensus in academia that would include a critique of the work carried out while facilitating valuation of the public space from a new perspective. Results and Conclusions: Given the above, academia, represented by the Law Faculty of the Universidad Pontifiia Bolivariana, proposes a broader vision of the public space, in which there are supralegal aspects that are in harmony with social perception about that right and which also are respectful of, and have a constitutionalism with, human features.
Introducción: gracias a la Constitución Política de Colombia de 1991, se ha repensado en el país el espacio público desde la óptica jurídica. Asimismo, desde las administraciones territoriales, como es el caso de Bucaramanga, se han trazado políticas públicas para su reconocimiento, protección y recuperación. No obstante, el actuar del ejecutivo local no ha sido encauzado a criterios del todo constitucionales, ni tampoco estos responden a una valoración de la prerrogativa colectiva superior a su aspecto material. Metodología: tal propuesta surge a través del estudio acucioso de las disposiciones en Derecho que regulan el espacio público, contrastado con la valoración del mismo en tendencias de formación ciudadana desde lo público y en urbanismo, para así partir de un concepto amplio. Luego, por intermedio de encuestas, se procuró reconocer el ideario acerca del espacio público de actores fundamentales en su utilización en el municipio de Bucaramanga, evento que significó la interlocución con la autoridad administrativa a fin de reconocer la política pública en la materia y alcanzar una posición desde la academia que incluya una crítica sobre el trabajo realizado y permita valorar desde una nueva perspectiva el espacio público. Resultados y conclusiones: por lo anterior, la academia, representada por la Facultad de Derecho de la Universidad Pontificia Bolivariana, propone una visión más amplia del espacio público, en la cual concurran aspectos suprajurídicos que resulten afines a la percepción social que se tiene por dicho derecho y que, además, resulte respetuosa y de un constitucionalismo con rasgos humanos.
Introdução: graças à Constituição Política da Colômbia de 1991, repensou-se no país o espaço público a partir da ótica jurídica. Igualmente, a partir das administrações territoriais, como é o caso de Bucaramanga, traçaram-se políticas públicas para seu reconhecimento, proteção e recuperação. No entanto, a ação do executivo local não foi direcionada por critérios totalmente constitucionais, nem estes respondem a uma valorização da prerrogativa coletiva superior a seu aspecto material. Metodologia: essa proposta surge por meio do estudo minucioso das disposições em Direito que regulam o espaço público, contrastado com a valorização deste em tendências de formação cidadã a partir do público e em urbanismo, para assim partir de um conceito amplo. Em seguida, por meio de entrevistas, procurou-se reconhecer o ideário acerca do espaço público de atores fundamentais em sua utilização no município de Bucaramanga, evento que signifiou a interlocução com a autoridade administrativa a fi de reconhecer a política pública na matéria e alcançar uma posição da academia que inclua uma crítica sobre o trabalho realizado e permita valorizar o espaço público a partir de uma nova perspectiva. Resultados e conclusões: portanto, a academia, representada pela Faculdade de Direitoda Universidade Pontifícia Bolivariana, propõe uma visão mais ampla do espaço público, na qual coincidam aspectos suprajurídicos que estejam relacionados com a percepção social que se tem desse direito e que, além disso, seja respeitosa e decorra de um constitucionalismo com características humanas.
Publisher: Universidad Cooperativa de Colombia
Appears in Collections:Revista Dixi

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.